Como saber se você tem a síndrome do olho seco.

Se você passa muito tempo no computador, TV ou celular. E depois percebe que seus olhos ficaram avermelhados, sentindo ardência ou coceira? Então, provavelmente você tem a Síndrome do Olho Seco.

Originada da ausência na produção de lágrimas, em quantidade e qualidade suficiente para manter os olhos devidamente lubrificados, a Síndrome do Olho Seco é causada pela diminuição de vezes que piscamos.

Pessoas com mais de 50 anos, lentes de contato, mulheres na menopausa ou grávidas, algumas doença crônicas, deficiência de vitaminas, rotina em ambientes muito secos, e até o uso de alguns medicamentos também podem originar essa Síndrome.

OLHO SECO TEM CURA?

A síndrome do olho seco não tem cura. Mas, é possível controlar a doença, permitindo aos pacientes ter uma vida perfeitamente normal.

COMO TRATAR A SÍNDROME DO OLHO SECO

Renata Siviero: Segundo dados fornecidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a cegueira afeta aproximadamente 39 milhões de pessoas em todo o mundo e, destes, 60% a 80 % poderiam ser evitados ou apresentam tratamento.

Para o tratamento do olho seco é feita a utilização de colírios, que devem ser colocadas nos olhos várias vezes ao dia, de acordo com a orientação do seu oftalmologista. Em alguns casos, para um eficaz controle da doença, é necessário fazer a utilização de anti-inflamatórios, antibióticos, entre outros medicamentos. Pode também ser recomendado pelo seu clínico, a oclusão dos pontos lacrimais, para evitar a drenagem das lágrimas pelas vias lacrimais, permitindo a sua manutenção na superfície ocular.

Existem vários exames que podem ser solicitados pelo seu oftalmologista no diagnóstico de qual tratamento para a síndrome do olho seco mais adequado no seu caso.

COLÍRIO PARA OLHO SECO

No tratamento do olho seco são utilizados vários tipos colírios. O mais importante é a escolha do melhor colírio para um tratamento eficaz. Nestes colírios é fundamental que não estejam presentes conservantes, uma vez que a sua utilização pode causar graves alergias oculares (conjuntivites). Mas, não se preocupe, pois o seu médico oftalmologista irá orientar quanto a melhor opção.

OLHOS SECOS – O QUE FAZER?

Além de manter um checkup anual em dia, pode-se tomar algumas medidas preventivas para a saúde dos seus olhos.

Evitar o uso prologando e excessivo do computador e celular ou outros dispositivos digitais, a escolha do monitor, a adaptação da iluminação no local de trabalho e em casa, as rotinas durante o dia ou noite, a utilização do ar condicionado em demasia, o cuidado com lugares onde o ar é poluído, entre outros, são medidas de prevenção para o problema dos olhos secos.  Além de não esquecer de se policiar e piscar com uma frequência para que seus olhos se mantenham lubrificados.

QUER SABER MAIS?

Acaba de ser lançado em Pato Branco, na clínica Renata Siviero – Oftalmologia, o SPA do Olho Seco com recursos tecnológicos avançados no tratamento dessa comorbidade, proporcionando mais conforto e alívio aos olhos dos pacientes.

Entre em contato conosco e marque uma avaliação.

Renata Bigolin Siviero é médica oftalmologista especialista em retina e vítreo. CRM-PR 34 804/RQE 25 984

Mais conteúdos

Como saber se você tem a síndrome do olho seco.

Se você passa muito tempo no computador, TV ou celular. E depois percebe que...

Conheça as principais doenças que podem causar cegueira

A prevenção desde a mais tenra idade é fundamental para uma boa saúde ocular....

Veja se você é um candidato a ter Catarata

Olá! Criamos essa coluna para esclarecer para você leitor que quer manter a saúde...

A saúde dos seus olhos em primeiro lugar!

Em um momento tão grave de Pandemia vivido no último ano, ficou claro a...